Criando Meteoros Realistas - Daniel Zaidan

Nome: Daniel Zaidan

Site: youtube.com/DanZaidan


Link no Fórum VFX: TUTORIAL-Criando-Meteoros-Realistas

Descrição:
Nesse tutorial, eu explico como foi feito o efeito no meu novo vídeo (http://www.youtube.com/watch?v=WZmJA65K1Pc).

Olá a todos! 

A pedido dos leitores, resolvi fazer um tutorial sobre o efeito principal do vídeo, o meteoro caindo.


Por causa da complexidade do efeito, não vou fazer um passo-a-passo, mas as explicações e links desse tutorial devem te dar o conhecimento suficiente para explodir algumas coisas. ;) 

  • Primeira coisa: decidir a 'aparência' do meteoro.


Meteoros podem variar desde aquele efeito 'real', ao mais estilizado possível. Eu resolvi tomar como referência o efeito do filme 2012:http://www.youtube.com/watch?v=cUT8g8_Yd2Y (@0:44) 


Beleza, então eu dei uma analisada frame-by-frame e 'quebrei' o efeito em algumas partes: 



Então eu precisaria de três elementos: 


1- Meteoro caindo 


2- Poeira dos destroços (analizando a imagem, vi que a poeira era emitida dos destroços atá um momento) 


3- Destroços 

Então eu analizei minhas ferramentas disponíveis e decidi usar o Rayfire para os destroços e o FumeFX para as fumaças. (E Action Essentials 2 para uma poeirinha que combinaria os elementos CG com as imagens filmadas). 

  • Criação dos destroços


Foi realmente simples e divertido fazer a simulação do RayFire para criar os destroços. Experimentei várias coisas para fazer. 


Esse tutorial do Fabrício, mostra a técnica que eu usei, mas aplicada no MassFX. 
http://www.vfxdofabricio.com.br/2011/10/video-tutorial-introducao-ao-massfx.html

Esse Tutorial do Leitor, por Super Conha, dá uma ótima introdução ao RayFire. 
http://www.vfxdofabricio.com.br/2011/09/tutorial-do-leitor-introducao-ao.html

No meu vídeo, eu usei um objeto parecido com um cubo para fazer a colisão (objeto em vermelho). 




Em termos das configurações do RayFire, não teve mistério. Realmente bem básico. 


Pré-fragmentei um box e adicionei os objetos na lista 'Sleeping Objects' (objetos que só são ativados em colisão) e marquei 'Dead Objects' com 'Revive by Velocity' (Ou seja, os objetos só seriam 'revividos' (ou acionados à simulação) caso atingem uma certa velocidade)




Com isso feito, a primeira etapa foi concuída e estava satisfeito com o resultado. 
Hora do próximo passo: 

  • Simulação do Meteoro


Eu diria que essa parte foi a mais difícil de fazer, já que eu estava trabalhando com um grid do Fume bem grande e o emissor (seja ele uma esfera ou um Emitter do próprio Fume) estava movendo bem rapidamente (para fazer o efeito do meteoro viajando bem rápido). 


O Fabrício tem um vídeo bem legal introduzindo o Fume: 
http://www.vfxdofabricio.com.br/2011/08/video-tutorial-introducao-ao-fumefx.html

Vamos ao que eu fiz: 




Como vocês podem ver, a cena é bem simples, uma grid do Fume, um emissor (FFX Simple Src) e uma luz. 

Note que eu inclinei a grid depois que a simulação foi terminada, para facilitar a animação dos objetos. 

Realmente, no final das contas, o 'segredo' foi fazer a velocidade do emissor bem baixa: 



Esse parâmetro pode ser achado na aba 'Obj/Scr', ao selecionar o seu emissor.

Com isso, a fumaça e o fogo não seriam 'jogados' na direção do emissor, e sim criados em um ponto no espaço, como uma bola em chamas. 

Assim, você vai testando e ajustando os parâmetros do Fume, taca uma luz e pronto. ;) 

Com dois dos três elementros prontos, falta apenas o que daria 'volume' ao efeito: 

  • Simulação da Poeira/Terra


Vamos à cena: 




Enquanto pode parecer mais confusa que a anterior, vamos separá-la para entender melhor: 




Então, foram feitas duas simulações. A primeira (sim 1), representa a poeira sendo emitida dos destroços: 




A segunda (sim 2), é a 'terra' voando para os lados (decidir fazer no Fume depois da minha falha tentativa em filmar terra sendo jogada em chroma key). 




Aqui está um frame do vídeo da terra sendo filmada em chroma key. Se alguém conseguir fazer uma boa key, poste ai. ;) 




Agora vamos entender como esses efeitos foram criados. 


Para a sim 1, eu sabia que tinha que fazer o Fume seguir os objetos.

 
Eu tinha 2 opções: ou fazia 'Object Sources', mas contando que cada uma podia apenas segurar um objeto, e eu tenho mais de 2500..., ou fazer um sistema de partícula (que seguiria o objeto) e fazer o FumeFX nascer desse sistema. Eu fui com a segunda opção. 

O sistema foi bem simplizinho mesmo: 




Vamos entender: 


As partículas nasciam nos objetos na cena (destroços). Se colidirem com o defletor (olhar imagem acima), serão deletadas e ao durarem 20 frames, também serão deletas. Ou seja, eu tinha partículas que seguia os objetos por um tempo ou até subirem muito. 


Fica uma dica para o 'Position Object' das partículas. 


Acionando a opção 'Lock on Emitter' fará que as partículas sigam os objetos não importa se estão animados, etc. 




As configurações do Fume foram bem simples: Emissor de partículas (com um raio um pouco maior), um pouquinho de turbulência, time scale menor e pronto. Experimente com diferentes valores para chegar até um bom efeito. 

Para a sim 2, eu usei um sistema de partículas e uma grid do Fume muito parecidas com a sim 1: 




A principal diferença foi a criação das partículas por um ponto (e não os objetos) e o uso de Winds para criar turbulência. 

Com tudo renderizado, chegou a hora de juntar os elementos. 



  • Composição


Com uma cena caótica e tremida, foi bem fácil juntar os elementos de maneira realística.

 
Primeiro, eu separei o meteoro em uma pré-composição: 





Note que o uso de uma poeira do Action Essentials 2 (https://www.videocopilot.net/products/action2/) ajudou bastante a fazer o efeito ficar mais real. Também foi usado uma imagem de 'chão queimado' embaixo. 

Mas agora observe isso: 


Se você fez tudo certo até agora, deve ter notado a presença de um plano não desejado onde acontece a explosão. 




Isso acontece, pois os pedaços de destroços que não são lançados para cima, ainda são renderizados. Para acabar com isso, renderize uma cena com um plano um pouco acima do chão com o resto da cena em 'Matte/Shadow'. (Mais informações nesse tipo de material: http://www.vfxdofabricio.com.br/2010/03/incluindo-objeto-3d-em-ambiente-real.html). 



Note que a presença de sombra não vai interferir, uma vez que usaremos apenas a alpha da imagem.

Ao fazermos o Track Matte (mais informações: http://forum-vfx.2307944.n4.nabble.com/TUTORIAL-Light-Wrap-Bend-td4640664.html) do render dos destroços para Alpha Inverted Matte (ou seja, o layer só aparecerá quando o outro for transparente), devemos ter o resultado desejado. Nesse imagem, eu deixei metade com o plano do render original para mostrar a diferença: 




Agora é apenas uma questão de copiar a composição do meteoro em lugares e tempos diferentes na cena filmada. Você deve ter agora uma porção de explosões aleatórias. Ao adicionar o meteoro, correção de cor, lens flare e tal, você deve ter algo como isso: 




Linkando ao track de câmera, os meteoros e explosões devem seguir a cena e explodir de uma maneira bem legal. 


Confira o vídeo final: 
http://www.youtube.com/watch?v=WZmJA65K1Pc

O que você achou do tutorial? E do efeito? 


Achou que eu expliquei mal algum assunto? 


Poste seus comentários, críticas e testes abaixo ou no tutorial do Fórum VFX

Espero que vocês tenham gostado, 


Abraços, 


Daniel Zaidan

11 comentários:

  1. Valeu cara, vou usar em minhas produções agora ^^''

    ResponderExcluir
  2. Daniel, está de parabéns. muiiito irado, e pode ter certeza que se continuar nesse caminho você terá um futuro grandiozíssimo. Porém, você poderia fazer uma vídeo aula né? Para leigos em programas 3D, hehe.

    ResponderExcluir
  3. Muito obrigado gente. Fico feliz em saber que pude ajudar.
    @Ianh Realmente, essa eu fico te devendo. O próximo tutorial vai ser de vídeo! hahaha
    Quais softwares vocês recomendam para a captura de tela (preferivelmente que não gerem arquivos de 50gb) :P

    ResponderExcluir
  4. Eu utilizo o Camtasia Studio, caso gerar um arquivo grande é só converter no Premiere. Sem mistério :D

    ResponderExcluir
  5. @Ianh Valeu! Eu vou dar uma olhada depois.

    ResponderExcluir
  6. parabens cara.. vc eh fera...

    ResponderExcluir
  7. parabens Fabricio...
    ai cara, vc não poderia fazer um tutorial basico sobre ai, wire removal no youtube tem alguns mais
    prefiro a sua opinião...
    desde ja agradeço.

    ResponderExcluir
  8. Achei o video muito artificial. mas foi muito bom seu tutorial.. kkk rir litros você correndo e não causar nenhum estrago com você na queda do meteoro, eheheh.

    ResponderExcluir